Futebol – Lisca, o Herói da Série A

1 palmerias campeao brasileiro felipao

Com uma equipe gigante financeiramente e um elenco extraordinário nas mãos, é mui provável que um grande treinador chegue ao título maior do campeonato brasileiro e se destaque como o melhor treinador do campeonato. Isto foi o que aconteceu com o Palmeiras e Luiz Felipe Scolari (o Felipão), respectivamente. Todavia, um treinador verdadeiramente herói é aquele que pega uma equipe média, com menor porte financeiro, com um elenco limitado, lanterna da competição e contado como um possível rebaixado para uma divisão inferior, e assim mesmo, tal treinador consegue a incrível proeza de salvar o time e conservá-lo na divisão de elite do futebol brasileiro.

Conheça agora esse grande treinador e a saga do surpreendente clube cearense, o Ceará Sporting Club.

 

2ceara-ac-0027Marcelo Chamusca – ex-treinador do Ceará


Ceará – O Melancólico Começo de um Campeonato

Contando com uma base do elenco de 2017 que ganhou o acesso para a Série A 2018, o Ceará não conseguiu brilhar nas 12 primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro quando amargou cinco empates e sete derrotas, além de estar na lanterna da competição e por lá ficou durante 63 dias e 16 rodadas. Seu treinador era o Marcelo Chamusca (foto acima), responsável pelo acesso à Série A e pelo título de bicampeão cearense de 2018.
Chamusca amargou seis rodadas sem vencer e foi demitido, deixando o alvinegro cearense na vice-lanterna do Brasileirão.

 

3 fotoJorginho – apenas 15 dias de um trabalho fracassado

Para substituir Chamusca, o Ceará contratou o técnico Jorginho que teria a difícil tarefa de livrar o clube cearense de um possível rebaixamento. No entanto, o novo treinador não suportou três derrotas em três partidas com entrada na lanterna do campeonato, e pediu demissão do clube. Foi apenas 15 dias de um trabalho fracassado.

 

4 lisca-3-760x490Lisca – aceitou a dificílima tarefa de salvar o alvinegro cearense

 

Surge um Doido no Cenário

Após a renúncia de Jorginho, o Ceará imediatamente contratou um substituto o qual já tinha uma grande história feita no clube cearense. Essa história foi escrita no ano de 2015. Na época, o Ceará Sporting Club participava da Série B do Campeonato Brasileiro, mas ia de mal a pior, caminhava para o triste rebaixamento à Série C da qual o Ceará, até então, nunca havia participado. Quatro treinadores já haviam passado pelo clube naquela temporada, a equipe estava na lanterna da competição com apenas 26 pontos e as estatísticas apontavam 98% de chances de rebaixamento. Boa parte da torcida já projetava a terceira divisão, assim como a imprensa. Mas o Ceará destruiu a lógica e construiu um novo time em apenas oito jogos.

Foi então que o quinto treinador daquela temporada foi contratado para fazer um verdadeiro milagre. Lisca (apelidado de Lisca doido), estreou faltando apenas nove partidas para o término do campeonato. Ainda sem conhecer o elenco, perdeu na sua estreia. Contudo, elaborou uma meta, motivou a equipe e partiu para uma batalha na qual precisaria de no mínimo, 19 pontos dos 24 que seriam disputados, ou seja, oito partidas.
E não deu outra! A dramática salvação aconteceu exatamente na última rodada do campeonato, quando o Ceará venceu por 1 a 0 contra o Macaé/RJ no Estádio Castelão em Fortaleza. Foram ganhos os exatos 19 pontos, com seis vitórias, um empate e uma derrota, nas oito partidas decisivas projetadas por Lisca. O Macaé precisava apenas de um empate para evitar a queda, mas caiu no lugar do Ceará. Por sua vez, Lisca caiu nas graças da torcida do Ceará, tornou-se um grande ídolo, e, definitivamente, entrou para a história positiva do clube que estava com 98% de chances de rebaixamento, mas que segue com o orgulho de jamais ter sido rebaixado para a terceira divisão.

E mais uma vez ele está de volta.

 

5 IMG_4262

Luiz Carlos Cirne Lima de Lorenzi, o Lisca Doido, nasceu em Porto Alegre-RS no dia 11 de agosto de 1972. Segundo ele, o apelido de ”Doido”, ganhou da torcida do Juventude em 2012 depois de discutir com D’Alessandro na final do Campeonato Gaúcho contra o Internacional. O apelido ficou e tornou-se uma forma carinhosa dos torcedores o aclamarem onde quer que ele passe.
Esse ano pegou o Ceará numa situação péssima na Série A, quando o time alvinegro estava com nove rodadas jogadas e sem nenhuma vitória, mas seis derrotas e três empates, além de estar na última colocação do campeonato com apenas três pontos ganhos.

 

Da Lanterna ao Reconhecimento

A tarefa foi muito difícil, principalmente para um time já contado como um dos possíveis rebaixados para a Série B. Lisca provou que tem estrela, é um técnico estrategista, de muita visão e grande motivador. Pegou um elenco desmotivado, já numa fase em que não podia contar com grandes contratações. Apenas alguns novos contratados foram juntados ao elenco, e, com grande estratégia, Lisca pouco a pouco foi transformando uma equipe apática num time raçudo e competidor. Finalmente na 17ª rodada, conseguiu sair da lanterna, uma meta estipulada por Lisca, pois o returno seria sair definitivamente da zona da degola. E dez rodadas depois (27ª rodada), pela primeira vez, desde a terceira rodada, o Ceará sai da zona de rebaixamento numa virada sobre a Chapecoense no Castelão por 3 a 1, chegando à 15ª posição e garantindo um feito importante no Brasileirão. A partir de então, embora voltando à zona algumas vezes, a sua equipe conseguiu grandes feitos até escapar definitivamente do temível rebaixamento, ficando em 15.° lugar na tabela, e por pouco, não chegou a conquistar uma vaga para a Copa Sul-Americana.
Conquistando pontos importantes diante dos grandes: Corinthians, Cruzeiro, Flamengo e outros, o Ceará de Lisca foi conquistando a simpatia da imprensa brasileira de forma geral e ganhou destaque como um dos melhores times do returno da Série A. Garantiu sua continuação na elite do futebol brasileiro com uma rodada de antecedência, ao conquistar um ponto importantíssimo diante do fortíssimo Atlético paranaense, em Curitiba, por 2 a 2 e numa combinação de resultado em que torcia por vitória ou empate do São Paulo contra o Sport/PE, que ficou no zero a zero. E quanto ao Lisca, aumentou ainda mais a grande admiração da torcida cearense em seu favor. E o mesmo ficou reconhecido nacionalmente como um grande técnico, aquele que, mais uma vez, salvou o Ceará.

 

6 Lisca-Ceará

Portanto, particularmente, eu acredito que este sim, foi o verdadeiro herói da Série A! Acredito que foi um intento mais fácil para o Felipão conquistar a Série A pelo Palmeiras do que o lisca conseguir reverter os 95% de chances do Ceará cair para a Série B. E de fato, ele conseguiu tal feito. Vale ainda lembrar que mesmo perdendo para o Palmeiras de Felipão no Pacaembu por 2 a 0 no primeiro tempo, o time cearense era quem jogava com mais personalidade. E voltou no segundo tempo com um ímpeto incrível, tanto que diminuiu o placar e teve chances de empatar ou até virar o marcador. E ficou nos 2 a 1 para a felicidade dos palmeirenses. Por pouco não se repetia o placar de Fortaleza quando o Ceará perdia no primeiro tempo por 2 a 0, mas no segundo, partiu com tudo para o empate em 2 a 2. Na época, Roger Machado era o treinador do verdão de São Paulo, enquanto o Lisca já estava no alvinegro cearense.

 

7 582ea98e6161e8 maxresdefault

E o xodó da torcida do Vozão (como é carinhosamente chamado o Ceará) tem até um canto em sua homenagem: “Saiu do hospício, tem que respeitar; Lisca Doido é Ceará!”

Esse canto define a trajetória do grande destaque do Vozão em 2015. O técnico Lisca foi importantíssimo na busca para fugir do rebaixamento para a série C, e hoje é entoado de forma unânime entre os torcedores alvinegros.

 

9 bfaff1fa8049

E para fechar com chave de ouro, a maior torcida do futebol cearense surpreendeu a todos com uma linda festa em homenagem ao seu clube e à permanência na Série A. Foi na última rodada, no jogo contra o Vasco da Gama em que terminou no empate de zero a zero. E não faltou, é claro, a homenagem ao grande vitorioso, o melhor treinador e herói da Série A.

Veja no vídeo abaixo, um pouco do que foi essa grandiosa homenagem:

E o contrato do treinador Lisca já foi renovado para mais uma temporada (2019) a continuar o seu trabalho e tentar novas conquistas para o clube que agora é, definitivamente, a sua cara.

 

Anúncios

10 comentários em “Futebol – Lisca, o Herói da Série A

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s