Mãe – Pequena Palavra que Vale uma Eternidade

mother_by_srta84

 

Quando D’us criou a mulher, Ele a fez qual terra fértil a ser semeada e a outorgou o direito de ser produtora, transporte de vida e geradora de frutos. Além disso, ela se transformou numa atalaia, torre forte a guardar o seu rebento. E engana-se quem achar que os cuidados dela se resumem ao período juvenil. Não, não é só isso! O tempo passa, e lá está ela, mesmo sem o vigor dos bons anos de outrora, mas os seus cuidados, parece nunca envelhecerem. No tocante ao fruto do seu ventre, ela tem a sua maneira peculiar de cuidar, tem opinião própria e respostas a quaisquer dúvidas; o filho é desafinado, mas ela se apraz da triste melodia; ela acalma, ela julga, ela orienta; mesmo na idade adulta do filho, ela continua sendo o palpite sobre suas escolhas sociais, políticas, e ainda empatiza no objetivo de decidir por ele; quando o medo chega às portas e o filho ele amedronta, ali está ela, firme, forte e guerreira, é um escudo para uma vida preservar, a vida de quem ela produziu. Ela acalma, ela conforta, ela acolhe; e chega o dia em que o filho quer voar, ela se sente contristada, e relembra a triste melodia que um dia, dele se fez soar, e naquele tom, lhe recepcionou os ouvidos, e o coração a se alegrar. E mesmo sabendo que a natureza deu asas ao seu filho que agora quer voar, ser livre e quer casar, ela ainda o chama de bebê, o meu bebê, e promete ajudar a construir um muro para que no cansaço do voo, ele venha a repousar. E até pra decidir o futuro conjugal do seu filhote, há o seu palpite, a sua experiência fala alto, a sua decisão é crucial. Resumindo o que representa esta mulher, dádiva de D’us para a formação da humanidade: ela é cuidado, ela é amparo, ela é amor, ela é a espera da sua chegada, ela é monitoração para a sua segurança, ela é o zelo da sua vida, quer seja física, quer seja moral ou espiritual; enfim, ela é mais do que humana, ela é super, ela é hiper, ela é MÃE.

E por fim, o filho cresce, se solta e descobre que ela não é eterna. Se tiver um pingo de consideração e for consciente de que teve por toda a vida uma gigante guerreira a batalhar por si, ele, em prantos, irá bradar: “Mãe, precisava ser tanto assim?”

 

29597770_2016172588412233_5229302715691780116_n

 

Eu me senti inspirado a fazer este post, baseado numa canção da banda Pink Floyd a qual vou deixar no final da matéria para quem quiser apreciar.

E quero desejar a todas as mães no mundo inteiro, que o seu dia seja muitíssimo ESPECIAL, pois o fato de você existir e ser MÃE, já o torna assim. E saiba que você é ESPECIAL não apenas hoje, mas todos os dias da sua vida! E para você que é filho ou filha, porém, não tem mais a sua querida mãezinha neste mundo, relembre os bons momentos que juntos passaram e saiba que ela apenas mudou de dimensão e que toda MÃE realmente é ETERNA!

 

 

 

 

41 comentários em “Mãe – Pequena Palavra que Vale uma Eternidade

  1. Pois é,mesmo já adulta às vezes deitava com a cabeça em seu colo e…Que mágica!Na hora sentia uma paz,uma segurança e,mesmo não lembrando,mes sentia como o neném que já fui,totalmente protegida.Ai,que coisa boa!Que bom que aconteceu isso com ela em vida pois hoje eu lembro de toda essa sensação e ainda sinto tudo isso,quando lembro que deitava a cabeça no colo dela.E graças a Deus eu disse EU TE AMO para minha mãe,ainda em vida.Mesmo hoje ainda digo a ela,mesmo agora distante.😍

    Curtido por 2 pessoas

  2. Obrigada,amigo.É esta a perda que tive a pouco tempo.Eu falo um pouco porque é difícil me conter,me desculpe.Mas não consegui falar dessa perda dela no meu blog.Nem sei se algum dia conseguirei postar sobre isso.Talvez não consiga,vou deixando esse assunto.Se um dia conseguir,postarei sobre isso,mas não acredito que eu vá conseguir.Mas não me cobro,não.É muito duro.Só tenho conseguido dar uns toques,num post ou outro.Às vezes,quando mais difícil,acabo expressando mais minha tristeza num post ou outro.

    Curtido por 2 pessoas

  3. Sim,ela e os momentos são inesquecíveis e eu quero que continuem inesquecíveis.O difícil de aguentar é a tristeza profunda,dizem que com o tempo melhora,para mim ainda está recente a situação,parece que a dor imensa não vai passar nunca.Não sei.Me desculpe,pelo desabafo.Não é fácil,às vezes está um pouco mais fácil,às vezes está extremamente doído.Como está ainda recente,muitas datas sem ela são as primeiras.Já passei o primeiro Natal,o primeiro Ano Novo,a primeira Páscoa,o primeiro dia das mães foi horrível.Vem aí meu primeiro aniversário sem ela,o aniversário de quando ela estava viva.Nossa…Nem sei…Ainda é tudo a primeira vez.Mas também não sei se vai ser tão fácil,quando for a segunda,a terceira…E eu já sou uma pessoa que tenho lembranças de coisas do passado e muitas vezes sofro com mudanças,e olha que já mudei de moradia muitas vezes na minha vida e ainda lembro de cada uma.Mesmo as que morava ainda pequena eu guardo algumas lembranças.

    Curtido por 2 pessoas

  4. Toda perda de pessoa querida pode ser muito triste,com intensidade maior ou menor,dependendo de pessoa para pessoa,dependendo do quanto as pessoas se amavam.Perda de filho,filha deve ser terrível,insuportável,a pior perda do mundo.Graças a Deus não passei por isso.Mas perda da mãe também é um horror.Ainda mais no meu caso,estive sempre com ela.Eu sofria quando ela sofria,eu ficava feliz quando ela estava bem.Ela era o Sol da minha vida.Bem,mas uma vez me desculpe.Como se diz,aliás,já está meio antigo,”mas não vou ficar te alugando”,não é certo,né?Me desculpe.

    Curtido por 2 pessoas

  5. Me desculpe,não falei da sua belíssima homenagem.Texto, fotos,vídeo e canção lindos.Não conheço quase nada do Pink Floyd e o vídeo me animou a procurar.Ai,ai…Eu gosto de desenhar mas…Se eu soubesse desenhar tanto assim,como na ilustração e na animação…

    Curtido por 2 pessoas

      1. É,eu também não sou chegada nesses tipo,não.Até hoje não cheguei a ter uma sensação de medo ou depressão com essas,mas sim me desagrada e me dá vontade de mudar de música,um outro estilo.Apesar que já ouvi umas dessas que até tinham sons de tiros.Me deprimiu.Som de tiro não deve ser bom para a maioria das pessoas de bem.Para mim,soa pior ainda.Imagina som de tiro em música!Fico deprimida na hora.Mas alguns funks antigos até que me agradavam um pouco,por exemplo,da época de Claudinho e Buchecha.Aliás,não sei se era charme.Não entendo muito.Mas teve uma época que apareceram umas músicas desse estilo que até davam.Mas,geralmente também não sou fã de rock pesado e batidão,não. Geralmente não é minha praia.Mas,de repente aparece alguma que eu tope!Quem sabe?

        Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s